domingo, 20 de setembro de 2009

Caverna do Dragão. (Parte 2)

Não demorou muito tempo e logo Fedir recobrou sua conciência, mas não abriu os olhos, se sentia confortável devia estar deitado no sofá, também sentiu a prescença de alguém do seu lado foi ebtão que abriu os olhos.

[???] Finalmente acordou.

Fedir viu um belo homem segurando uma bandeja onde havia uma caneca em que saia uma fumacinha, reparou logo que ele não estava de camisa, foi descendo o olhar e notou que o homem estava completamente nú pra alegria das mulheres. *o*

[Fedir] AAAAAAHHHHHHHHHHHH!!!0.0

Rápidamente se levantou e quase tropeçando e trombando em tudo, indo numa direção qualquer até encostar-se a uma parede.

[Fedir] QU-QUE-QUEM É VOCÊ? S-SE-SEU TARADO! PEDÓFILO! EU MANDO A POLÍCIA TE PRENDER POR VIOLÊNCIA AO.......??0.0

[???] Violência ao pudor...

[Fedir] ISSO. Violência ao pudor...

[???] Pivete se acalme, sou eu o dragão que você tentou socar. Não sou nenhum nenhum tarado, minhas roupas todas estão na lavanderia no fundo da caverna. u_u

[Fedir] Não acredito! Esses negócios de contos de fadas como dragões não existe!! Você é um tarado ventriloco daquele bicho de pelúcia feio.

O garoto olha pro sofá, mas o bicho não estava lá.

[Dragão] Eu não sou nenhum tarado ventriloco, tive que me transformar em humanopra tirar você do chão e te colocar do sofá. Não poderia fazer isso se estivesse como boneco de pelúcia. Agora venha aqui tomar o leite pivete.

[Fedir] NÃO! Eu não vou e nem acredito em você!

O homem suspirou, colocou a bandeja no sofá e 'PUFF' virou novamente no dragão de pelúcia.

[Dragão] Agora venha tomar o seu leite pivete.

[Fedir] 0.0! AAAAAAHHHHHHHHH!!!!!!

Fedir fica então por alguns minutos paralisado, assustado, confuso e com o coração batendo a mil por hora.

[Dragão] Vamo pivete, não tem o dia inteiro pra você ficar feito estátua ai.

Continua...